segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Texto: Solidão | Akay Jacomini


Texto por Akay Jacomini

 Sobre tentar se encontrar, eu sempre estive assim. Sempre fui uma garota sonhadora, desde que me entendo por gente, mas "gente" mesmo eu nunca me senti, porque toda vez que tento socializar é como se fosse uma tentativa em vão, várias tentativas em vão. As fichas desse jogo chamado vida vão acabando, e junto delas a esperança.
   O meu refúgio são as coisas que me fazem bem, não pensar na negatividade e me concentrar no pouco que me faz sorrir, que me traz paz e felicidade de verdade. Eu realmente não entendo o que há em mim que as pessoas tanto repudiam, tanto detestam e as fazem recuar quando eu me aproximo. Já tentei mudar minha essência para poder me encaixar, mas no meio das outras peças sou uma peça sem encaixe, e acredito que nunca vou ser aquela peça que faltava.
   Quando bate um vento, eu gosto de fechar os olhos e sentir ele contra a minha face, toda sua grandeza invisível, e tento me imaginar assim, algo grande não notado pelas outras pessoas, cheia de liberdade e leveza. Sinto um prazer imenso em pisar em folhas secas, apreciar aquele céu que não é nem azul e nem amarelo, mas iluminado pelo Sol alegra meu dia, com uma grandeza que dificilmente é notada.
   Gosto do clima quando vai chegando setembro, esse solzinho com vento refrescante, um dia alegre que dá pra se cobrir e apreciar a luz da janela passando pelas frestas da cortina clara fechada. É como se fosse um abraço, aqueles dos melhores que já se recebeu na vida e é incomparável, ou então como a sensação de ter os pés flutuando dentro da água do mar, algo tão grandioso e confortável, indescritível.
   Lembrar dessas coisas felizes, de tantas outras que existem, me faz passar por cima e ignorar pelo menos por um momento as outras pessoas, cheias de suas particularidades e de seus interesses; por falar em interesse, as pessoas só se aproximam de mim quando tem interesse em algo.Na escola foi assim por muito tempo, e eu aceitava tentando enganar a mim mesma, com a ideia de que eu poderia estar equivocada e que todos eles queriam minha amizade, como realmente sou. Mas não é assim, as pessoas não são assim, e gosto de me lembrar de uma frese que minha ex-professora disse, "quanto mais eu conheço as pessoas, mais eu amo os animais". Não foi ela que fez a frase, mas me marcou bastante e eu carrego comigo.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Projetinho: Cinta modeladora para afinar a cintura I


Olá minhas amoras! Estou um pouco distante do blog, mas não paro com os projetinhos hihi
Tenho notado, há algum tempo, que minha barriga tem ficado bem rechunchuda depois das refeições e eu confesso que morro de medo de ficar gordinha e barriguda! Eu não tenho sérios problemas com minha aparência, mas me preocupo com minha cintura e a região abdominal, ainda mais depois que parei de fazer Ballet e ir à academia.
Decidi começar a utilizar cinta modeladora para melhorar minha postura e modelar meu corpo à longo prazo, aliado a ingestão de chá verde a bastante água. Tentei dormir com a cinta, mas ela machuca ao dormir e não é recomendado pelos médicos. Então quando estou em casa, tomo um banho quente e passo creme na barriga e coloco a cinta, ficando mais ou menos umas 5h com ela no corpo. Quando tiro já noto bastante diferença e até me sinto bastante confortável estando com as costas eretas!

Não deixem de conferir a história e o contexto da Cinta modeladora!



Quero convidar vocês para participar do projetinho e ficarem com cinturinha de pilão para esse verão! Comecei com uma cinta de numeração 40, e depois quero usar uma 38 e terminar na 36! Ufa, haja cintas! haha brincadeiras à parte, tudo feito com moderação faz bem sim, e bebam bastante água, um chazinho em jejum e na tarde e vai dar tudo certo!



História

Nos dias atuais temos no mercado as cintas modeladoras, com vários modelos e de tecidos diferentes, mas o que a maioria das moças de hoje em dia não sabem é sobre evolução das roupas, principalmente as de baixo, que mudaram tanto com o passar do tempo.
Nos séculos 18,19 e 20 era comum que as mulheres utilizassem espartilho (uma peça com barbatanas metálicas e amarrações nas costas), também chamado de corset, para afinar a cintura e melhorar a postura atenuando as formas naturais do corpo. Se tratava da "era das cinturas minúsculas", que teve fim com a invenção do sutiã.



Contextualizando

O método de utilizar cintas modeladoras para afinar a cintura realmente funciona, e de acordo com especialistas o uso deste adereço à longo prazo afina a cintura na medida em que deixa mais ereta a coluna moldando o corpo através da compressão e podendo sim gerar mudanças significativas na modelagem do corpo.
No entanto, o uso de cinta modeladora durante exercícios físicos não é recomendado, pois não há ventilação, podendo haver atrofia muscular (efeito engessado), hérnia de disco e até dores na coluna.

Espero que tenham amado esse post! Beijo grande!!!


Look do dia: La vie en rose